Juíza brasileira vai à Venezuela acompanhar eleições

A contra-informação é a melhor arma para desmontar preconceitos ou ideias falsamente disseminadas. O caso da Venezuela é emblemático uma vez que a mídia hegemônica brasileira, coligada com os interesses estadunidenses, jamais apresenta outras visões ou informações de modo a tornar possível uma compreensão mais ampla dos acontecimentos naquele país. Quando há iniciativas que proporcionam mais debate nos meios de comunicação é preciso reconhecer e ajudar a disseminá-las, afinal, a diversidade de informações é um pilar essencial para a existência de uma sociedade mais democrática. Em entrevista para a Rádio Guaíba, do Rio Grande do Sul, a juíza Carla Avelini de Oliveira, do Fórum da Tristeza em Porto Alegre, conta como foi o trabalho de observadora internacional das eleições regionais da Venezuela, que ocorreram no último dia 15. A juíza foi cedida pela justiça gaúcha e representou a Associação Nacional Juízes pela Democracia. Ouça na íntegra e fique por dentro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *