Livro e ato de juristas contestam sentença contra Lula

No Dia do Advogado, 11 de agosto, a Faculdade Nacional de Direito, da UFRJ, foi palco de uma manifestação marcante em defesa do estado de direito democrático no Brasil, com as presenças dos ex-presidentes Lula e Dilma.

Promovido pela Faculdade Nacional de Direito (UFRJ) e pelo Centro Acadêmico Cândido de Oliveira (CACO), contou com apoio dos organizadores do livro “Comentários a uma sentença anunciada : o processo Lula” e do mandato do deputado Wadih Damous, o evento atraiu uma multidão ao tradicional Largo do Caco. Centenas de pessoas ficaram do lado de fora. “Estamos vivendo um estado de exceção, em que juízes se comportam como justiceiros e abandonam a toga para virar popstar nos canais de televisão,” disse Wadih.

O livro, que contém artigos de 120 juristas questionando a condenação de Lula sem provas, esgotou rapidamente na noite de lançamento no Rio. Durante sua fala, Lula enfatizou a necessidade da regulação econômica da mídia, e manifestou seu compromisso firme com a pauta. Já a presidenta Dilma lembrou a importância do livro como instrumento de luta.

Fotos: Ricardo Stuckert, Mídia Ninja e Pérola Baqueiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *