Pesquisa CNT/MDA mostra Haddad com 24% (27,8% dos votos válidos) e Bolsonaro com 36,7% (42,6% dos votos válidos). Para uma vitória no primeiro turno seriam necessários 50% mais 1 dos votos válidos. Ciro tem 9,9% das intenções de voto, Alckmin 5,8%, Amoedo 2,3% e Marina 2,2%.

Em simulação de segundo turno, Bolsonaro venceria Haddad, caso a eleição fosse hoje, por 45,2% a 38,7%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 4 e 5 de outubro de 2018. Foram ouvidas 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 Unidades Federativas, das cinco regiões do país. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais com 95% de nível de confiança.

 

Doe para a campanha

Wadih Damous é advogado e deputado federal. Foi presidente da Ordem dos Advogados do Brasil do Rio de Janeiro entre 2007 e 2012. Presidiu a Comissão da Verdade do Rio e a Comissão Nacional de Direitos Humanos do Conselho Federal da OAB. Presidiu Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UERJ e, como advogado, atuou e defendeu os trabalhadores. Agora, como deputado federal, após ter ocupado a vanguarda na resistência ao golpe contra a presidenta Dilma, se firmou como um pilar da legalidade democrática na Câmara dos Deputados e é um dos principais parlamentares na defesa do Lula. Sua voz hoje no parlamento é referência contra as atrocidades jurídicas da Lava Jato e o Estado de exceção no qual está mergulhado o Brasil pós-golpe, sempre apontando a urgência do resgate da democracia.

Outro valor: