Faça Parte!

Cadastre-se e ajude a ampliar nossa força na busca por mudanças.

Faça Parte!

Cadastre-se e ajude a ampliar nossa força na busca por mudanças.

 Bandeiras

Juventude

A juventude brasileira sofre cada vez mais com a violência e os cortes no orçamento do ensino público. Para reverter esse quadro, é necessário ampliar o acesso à educação, ao emprego, à cultura e ao lazer. Além disso, é preciso continuar no combate ao extermínio de jovens pobres nas periferias, vítimas da brutalidade policial. Nosso compromisso com a juventude também significa defender e ampliar o acesso à Universidade e ao Plano Nacional de Assistência Estudantil; defender o Passe Livre Universitário para todos os estudantes da rede pública de ensino; e efetivar a meia-entrada em eventos culturais públicos ou privados, também para todos os estudantes.

Igualdade de Gênero

Lutar pelas mulheres é lutar pela humanidade! Nosso compromisso é estar ao lado das mulheres para conquistar uma democracia plena, que garanta políticas que sejam efetivamente inclusivas para as mulheres rompam as estruturas que sustentam nossa sociedade patriarcal e machista, que ainda tenta impedir o desenvolvimento pleno da mulher e o acesso à direitos.

Soberania Energética

A Lava-Jato atacou diretamente a Petrobrás, servindo de pretexto para destruir a soberania energética brasileira. Depois da desvalorização criminosa da estatal, a venda de refinarias tira das mãos do povo brasileiro um dos recursos mais estratégicos para o desenvolvimento do país. O petróleo e seu refino pelo Estado brasileiro são essenciais, seja pela autonomia nos preços do combustível, seja por inovações tecnológicas e patentes. Não à toa aqueles que levam à frente o projeto de privatização são os mesmos que deram um golpe na presidenta Dilma e prenderam ilegalmente o presidente Lula. Nosso compromisso é permanecer na defesa incansável pelas nossas estatais.

Saúde

A PEC do Teto de Gastos congelou os investimentos em saúde ao menos para os próximos 10 anos. Com o argumento de enxugar as contas, as necessidades básicas do povo estão sendo cortadas uma após a outra. É necessário retomar o investimento na saúde, investir no atendimento básico, na infraestrutura do SUS e em clínicas da família. Enquanto alguns pregam a privatização do sistema de saúde de acordo com os próprios interesses, o povo pede prevenção e atendimento públicos de qualidade.

Mídia Democrática

Uma sociedade democrática não pode abrir mão de uma comunicação plural, diversa e comprometida com os Direitos Humanos. No entanto, no Brasil, os meios de comunicação pouco se comprometem com esses valores. Além da concentração dos meios, o que é proibido pela Constituição de 88, os meios hegemônicos distorcem informações, mentem, destroem reputações e interferem no jogo da política. Nosso compromisso é defender o direito à comunicação como um direito fundamental, defender um novo marco regulatório da comunicação social eletrônica para impedir que beneficiários das concessões públicas e controladores das novas mídias restrinjam o pluralismo e a diversidade.

Cultura

A cultura é a identidade de uma nação, nela se expressam os anseios, a criatividade, os sonhos e aspirações de um povo. Nosso mandato acredita ser fundamental que a cultura esteja no centro das pautas do poder público. Defendemos as manifestações culturais tradicionais como patrimônio imaterial de nosso povo e o retorno e ampliação de programas que incentivem e financiam a produção de cultura no Brasil. Reivindicamos a retomada dos pontos de cultura, a simplificação e uniformização dos editais para seleção de projetos na área de cultura e a elaboração, com a participação da sociedade civil, da Lei dos Artistas de Rua dentre outras que estão coadunadas com o programa de governo do PT para o Brasil.

Doe para a campanha

Wadih Damous é advogado e deputado federal. Foi presidente da Ordem dos Advogados do Brasil do Rio de Janeiro entre 2007 e 2012. Presidiu a Comissão da Verdade do Rio e a Comissão Nacional de Direitos Humanos do Conselho Federal da OAB.

Presidiu Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UERJ e, como advogado, atuou e defendeu os trabalhadores.

Agora, como deputado federal, após ter ocupado a vanguarda na resistência ao golpe contra a presidenta Dilma, se firmou como um pilar da legalidade democrática na Câmara dos Deputados e é um dos principais parlamentares na defesa do Lula. Sua voz hoje no parlamento é referência contra as atrocidades jurídicas da Lava Jato e o Estado de exceção no qual está mergulhado o Brasil pós-golpe, sempre apontando a urgência do resgate da democracia.

Outro valor:

Compartilhe nas redes socias