Faça Parte!

Cadastre-se e ajude a ampliar nossa força na busca por mudanças.

Faça Parte!

Cadastre-se e ajude a ampliar nossa força na busca por mudanças.

Trajetória

2003

Na universidade

Na universidade
Wadih começa sua luta na Universidade (UERJ), durante a ditadura. Foi presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE) e combateu a repressão militar na defesa da liberdade do povo brasileiro. Ao se formar, participou da fundação do PT no Maranhão.
2008

Vida profissional dedicada à luta

Vida profissional dedicada à luta
No Direito, o lado de Wadih sempre foi o da defesa dos trabalhadores. Advogado dos Sindicatos dos Metalúrgicos do Rio e dos Ferroviários da Central do Brasil, participou de campanhas e greves históricas - destas e de outras categorias - por melhores salários, dignas condições de trabalho e liberdade de organização. À frente do Sindicato dos Advogados, Wadih defendeu incansavelmente os direitos trabalhistas e garantias constitucionais e prerrogativas da categoria. Presidiu a Comissão Nacional de Direitos Humanos do Conselho Federal da OAB e foi protagonista da Campanha pela Memória e pela Verdade, com foco na abertura dos arquivos da repressão.
2015

Na Câmara dos Deputados

Na Câmara dos Deputados
Na Câmara dos Deputados, Wadih levantou sua voz contra o golpe e as ilegalidades cometidas por juízes e promotores fora da lei. Foi um dos primeiros a denunciar os subterrâneos da operação lava-jato: desconstruir a ordem jurídica, destruir setores estratégicos da economia, acabar com empregos e produzir um Estado de exceção, abrindo o caminho para a escalada fascista. Por sua coragem, Wadih se tornou um dos pilares na luta pela restauração da Democracia.  

Doe para a campanha

Wadih Damous é advogado e deputado federal. Foi presidente da Ordem dos Advogados do Brasil do Rio de Janeiro entre 2007 e 2012. Presidiu a Comissão da Verdade do Rio e a Comissão Nacional de Direitos Humanos do Conselho Federal da OAB. Presidiu Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UERJ e, como advogado, atuou e defendeu os trabalhadores. Agora, como deputado federal, após ter ocupado a vanguarda na resistência ao golpe contra a presidenta Dilma, se firmou como um pilar da legalidade democrática na Câmara dos Deputados e é um dos principais parlamentares na defesa do Lula. Sua voz hoje no parlamento é referência contra as atrocidades jurídicas da Lava Jato e o Estado de exceção no qual está mergulhado o Brasil pós-golpe, sempre apontando a urgência do resgate da democracia.

Outro valor:

Compartilhe nas redes socias